fbpx
Início Notícias Polí­tica Eleitos defendem prisão perpétua e redução da maioridade penal

Eleitos defendem prisão perpétua e redução da maioridade penal

Um dia depois de serem confirmados nas urnas como representantes dos capixabas na Assembleia Legislativa e no Congresso Nacional, delegados, policiais militares e um instrutor da Swat (unidade de polícia especializada americana) eleitos saíram em defesa de propostas para enfrentar a criminalidade.

Marcos do Val (PSL) é instrutor da Swat desde 2000. (Foto: Beto Morais/AT )

Prisão perpétua, redução da maioridade penal, investimentos em tecnologia para apuração de crimes, concurso público, abertura de mais delegacias, formação diferenciada para policiais militares e civis, porte de arma para quem atender requisitos básicos são alguns dos exemplos.

- publicidade -
parceria – bruna-giu-doce-mania-15-10-2018-iniciado
Banner cobertura de eventos
oba restaurante 6 meses
vandinho lanches
Drogaria Ellomais
Açai do Carioca

No Congresso, três novos parlamentares têm propostas voltadas para a segurança, algumas consideradas polêmicas. O instrutor da Swat Marcos Do Val, por exemplo, vai defender no Senado a prisão perpétua para quem comete crimes hediondos.

Do Val também pretende propor um projeto para criar uma única academia de polícia para quem estiver ingressando na carreira.

Mas ele destacou que no seu primeiro ano de mandato irá priorizar a liberação de recursos para serem aplicados em segurança pública, no programa Estado Presente do governo de Renato Casagrande (PSB).

Já o delegado e professor universitário Fabiano Contarato, que também foi eleito senador, defende a reforma do Código Penal e do Código Brasileiro de Trânsito, endurecendo as penas.

Na Assembleia Legislativa foram eleitos cinco deputados ligados à segurança, entre eles os delegados Danilo Bahiense e Lorenzo Pazolini.

Bahiense vai lutar por investimentos, especialmente na Polícia Civil, incluindo equipamentos tecnológicos para a perícia, o que ajudará na elucidação de crimes.

Ele também quer ampliar o número de delegacias, inclusive propor a reativação daquelas que foram fechadas, a exemplo de São Torquato, em Vila Velha.

O militar da reserva Lucínio Castelo de Assumção, o capitão Assumção, eleito deputado estadual, defende anistia administrativa para policiais que participaram da greve da PM. Ele também é favorável à prisão perpétua para crimes hediondos e redução da maioridade penal, entre outras propostas.

Fonte: Tribuna Online

 

Leia também:

Comente com seu Facebook!

Banner drone maratimba
WINDEX 12 MESES
unisa
Banner Innovar
Terra Academia
Via sul Telecon
Oito ervas campanha 2018
cdtec
ITA 21-02 a 21-08