22.6 C
Nova Iorque
terça-feira, julho 27, 2021

Buy now

Pílula anti-HIV não torna o organismo imune, mas ajuda na prevenção

O medicamento Profilaxia Pré-exposição (PrEP) ao vírus da imunodeficiência humana, o HIV, está se tornando popular em outros países

A infecção aguda pelo vírus HIV, também chamada de síndrome retroviral aguda, continua a formar um cenário com dados preocupantes no País. Segundo estimativa do Ministério da Saúde, cerca de 830 mil pessoas sejam portadoras do vírus em todo o país – 84% delas já foram diagnosticadas. A recomendação da Organização das Nações Unidas (ONU) é de 90%.

Nesse sentido, métodos de prevenção à infecção pelo HIV são considerados de grande importância no combate à infecção. Uma das mais recentes é a chamada PrEP (Profilaxia Pré-exposição). A PreP é uma prevenção à infecção pelo vírus HIV e diferente de uma vacina, ela não torna a pessoa que toma o medicamento imune ao HIV, mas evita que ele se instale no sistema sanguíneo. O remédio chamado truavada – uma combinação dos antirretrovirais tenofovir e emtricitabina – precisa ser tomado diariamente.

Segundo o Ministério da Saúde, a Profilaxia Pré-Exposição ao HIV é um novo método de prevenção à infecção pelo HIV. Isso é feito tomando diariamente um comprimido que impede que o vírus causador da aids infecte o organismo, antes de a pessoa ter contato com o vírus.

Além disso, indica que a PrEP não é para todos. Ela é indicada para pessoas que tenham maior chance de entrar em contato com o HIV.

fonte: gazeta online

 

Related Articles

Stay Connected

22,046FansLike
0FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Advertisement -

Latest Articles