Categorias
Cidades

Ciclista carioca que pedala pelas Américas é recebido em Itapemirim

Os ciclistas cariocas Cláudio Heleno Rodrigues de Oliveira e Cristiane do Céu Costa Nunes, que estão percorrendo a América Latina de bicicleta, passaram nesta sexta-feira (01) por Itapemirim.

Eles estão a caminho da região norte do país para tentar fazer o percurso na Europa.

Cláudio conta que há cerca de nove anos iniciou sua jornada, para incentivar a prática do esporte e reduzir a emissão dos gases poluentes.

Ao chegaram ao município de Itapemirim, eles foram recebidos pela secretária de Esportes, Ana Carla Teixeira Araújo, e conversaram sobre como o município poderia atuar com mais ênfase no eco ciclismo, e até como estimular o uso da bicicleta como meio de transporte.

Claudio mostrou os registros dos países por onde passou, como Uruguai, Argentina, Paraguai, Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia, depois de mais de 29.010 quilômetros pedalados.

Além da mensagem direcionada a preservação do Meio Ambiente, o ciclista pôde compartilhar com a secretária, sua experiência bem-sucedida ao longo desta jornada voltada para a pratica do eco ciclismo nos países da América do Sul.

Cláudio Heleno Rodrigues de Oliveira conta que no mês passado conseguiu convencer sua amiga Cristiane do Céu Costa Nunes a abraçar essa importante causa de preservação ambiental. Agora, eles pedalam juntos levando a mensagem de preservação do meio ambiente e de como é importante a utilização da bicicleta como transporte alternativo.

Ele ainda afirma que sua aventura sobre rodas já percorreu mais de 45 mil Km e pretende continuar nessa proposta pela conscientização, e em prol das futuras gerações que precisam cada vez mais de ativistas dedicados em suas causas.

Segundo o ciclista, a aventura se iniciou em 08 de outubro de 2010, quando decidiu sair do Rio de Janeiro, para levar a importante missão de preservação do meio ambiente a outras pessoas de diversos municípios brasileiros e da América do Sul. Ele afirma que pedala de 100 a 130 quilômetros por dia, dependendo da topografia, das condições climáticas e físicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *