Início Segurança Policiais civis concluem curso para uso de drones por órgãos de Segurança

Policiais civis concluem curso para uso de drones por órgãos de Segurança

A partir de agora, 15 policiais civis já estão habilitados para operarem os oito drones adquiridos pela Polícia Civil para auxiliar nas investigações.

O Curso Básico de Pilotagem de Aeronaves Remotamente Pilotadas voltado para os órgãos de Segurança Pública foi concluído, na última sexta-feira (26).

A capacitação contou com a participação de policiais civis que atuam em unidades especializadas, nos serviços de perícia médico-legal e na Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core).

O delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda falou do investimento, que foi de aproximadamente R$ 100 mil para aquisição dos drones, bem como a busca pela qualificação dos policiais. “A iniciativa está em consonância com as diretrizes institucionais e também com as do Programa Estado Presente, que tem como premissa o investimento em inovação, tecnologias e valorização do policial”, destacou.

Segundo o responsável pela organização do curso, delegado Rafael Côrrea, o objetivo do curso  foi o de capacitar os agentes de segurança a operar os equipamentos dentro da legislação vigente de forma segura, objetiva e de modo a mitigar os riscos.

“Com esses conhecimentos, os policiais estão bem capacitados para exercerem a atividade de piloto usando as regras corretas e aplicando a regulamentação vigente de forma que os voos sejam realizados dentro da legalidade”, ressaltou.

Rafael Corrêa explicou ainda quais serão as principais utilidades dos drones na atividade da Polícia Civil. “Além de contribuírem com a segurança dos policiais, poderão ser utilizados na verificação e monitoramentos dos locais onde serão cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão. Os drones permitirão queo policial tenha uma visão privilegiada do ambiente, analise as condições do local e possa se preparar melhor e com mais segurança. Os novos equipamentos também podem ser empregados em perícias criminais ambientais, de acidentes de trânsito e outros tipos de perícias; análise da dinâmica de diversos crimes e no caso de ocorrências em flagrante”, destacou.

Ele informou ainda que o curso foi realizado sem custos para a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social. “Já em relação às novas turmas, isso está sendo analisado pela Acadepol”, adiantou.

Capacitação

As aulas tiveram início na última quarta-feira (24). Os conhecimentos teóricos foram realizados na Academia de Polícia (Acadepol), em Vitória, e a parte prática na área do 38º Batalhão de Infantaria do Exército, em Vila Velha.

O curso teve carga horária de 24 horas/aula e contou com a participação de 15 policiais civis, além de um gerente de trânsito e um agente, ambos da Guarda Municipal da Prefeitura de Vila Velha.  As aulas foram ministradas pelos instrutoresde pilotagem de drones Lincoln Kadota, Walter Rodrigues e Anderson Schiavo, integrantes da Associação Brasileira de Multirrotores.

Durante o curso, os participantes tiveram aulas sobre histórico dos drones; sistemas dos Órgãos Reguladores; Aplicativo DJI Go; Legislação Geral sobre RPAS – ICA 100-40 ; Aplicação específica da AIC N 17; Aplicação específica da AIC N 23; Aplicação específica da AIC N 24; Aprofundamento no SARPAS; Avaliação de Risco Operacional; Uso de Checklists e Abordagem de Fiscalização; Prática – Simulador; Prática Básica de Pilotagem Indoor; Prática Básica de Pilotagem Outdoor; Prática Avançada de Pilotagem; Operações Complexas.

Fonte: Polícia Civil Texto: Fernanda Pontes

dddddddddddddddd